Resolving the issue with synchronization in old version
No entanto na maioria das vezes isso não acontece; assistem a vida passando e a sensação de que o tempo está se esgotando é cada vez mais assustadora.

Mas assim como existe o problema, existe a solução e algumas vezes precisamos voltar um pouquinho em nossa história para perceber quais foram as cicatrizes emocionais que fomos ganhando ao longo de nossa vida e que podem estar influenciando nossa felicidade e sucesso na vida profissional e afetiva.

Essas cicatrizes emocionais geralmente acontecem na infância, quando para nos proteger firmamos acordos conosco mesmo que nos desfavorecem e acabamos trazendo os mesmos para vida adulta.

Eles ficam gravados não apenas nosso mental ou emocional, mas também no nosso corpo físico, e para nos libertarmos precisamos trabalhar em todos esses níveis. Pouco adiantará apenas falarmos elaborarmos e termos clareza do que aconteceu. Precisamos tocar nosso corpo, trazer nossa mente, mexer no emocional... Trabalhar o conjunto de tudo o que foi envolvido neste processo.
Todos nós temos necessidade de sermos amados e aceitos principalmente em nosso núcleo familiar para isso muitas vezes por lealdade a nossa família, para conseguirmos a sensação de pertencimento, somos capazes de nos limitar, nos anular e não avançar apenas para nos sentirmos parte desta família.
Vamos repetindo o que nossos antepassados fizeram ainda que muitas vezes aquelas atitudes verdades já não nos sirvam mais.
Outro ponto que costuma ditar a história que construímos para nós é a não aceitação ou a não aprovação de alguém que fez ou faz parte da nossa vida.
Queremos a todo custo não nos parecermos com essa pessoa, queremos nos distanciar de tudo que pode lembrar as atitudes desta pessoa, pois reprovamos a sua conduta.
Mas quando fazemos isso o que é que realmente nos chama atenção?
Onde estamos colocando o nosso foco?
Justamente nas atitudes que reprovamos.
Se por um lado queremos ser diferente e rejeitamos tudo o que vem de uma pessoa ou de várias pessoas de nossa família de origem, por outro sentimos que se nos afastarmos, se não fizermos o que esperam de nós seremos rejeitados e banidos da nossa tribo. Isso é demais para nós! Por isso muitas vezes sacrificamos nossa felicidade para nos parecer com nossa família de origem, pois isso é seguro.

Podemos perceber isso ao olhar para as crenças que herdamos de nossa família...
Como eles encaravam a felicidade nos relacionamentos? Como pensavam a respeito de dinheiro?
Quais as frases que usavam para se referir a dinheiro, a felicidade, ao casamento e ao sucesso?
Quais são as crenças que você está carregando com você e que tem atravancado sua vida apenas para continuar se sentindo parte da família?
Vou dar um exemplo de frases que talvez façam parte da sua história familiar...

Quando alguém diz, por exemplo, “dinheiro não traz saúde” ou “o fulano vive para o trabalho!” Geralmente estas coisas são ditas fazendo parecer ser algo bom. Ser alguma virtude...

Mas nós podemos olhar por outro lado e pensar: uma pessoa que vive para só para o trabalho será feliz?
Como será sua vida pessoal e afetiva?
Será que ela obtém prazer e felicidade no dia a dia, no contato com as pessoas?

Inúmeras outras crenças limitantes foram são depositadas dentro de nós ano após ano e hoje compõem esse indivíduo que nós somos.

Quando se vem de uma família onde as pessoas não conseguem gerenciar o dinheiro, onde não nos sentíamos seguros emocionalmente ou materialmente, onde algumas vezes fomos privados de alimentação adequada ou conforto emocional, ou muitas vezes convivemos com adultos que priorizavam a si próprios em detrimento de nossas necessidades de criança. Quando isso acontece ficamos com a sensação de que a qualquer momento pode faltar o essencial para nossa sobrevivência...
Então se alguém passou a vida sendo bombardeado com a sensação de escassez como você acha que esta pessoa chegou à vida adulta?
E eu não estou falando apenas da escassez financeira, estou falando inclusive da falta de carinho afeto e atenção.
O resultado disso atinge a forma como você lida com a sua vida, com seu dinheiro, com o sucesso em seus relacionamentos, muitas vezes se colocando como vítima da vida e das circunstâncias.
No papel de vítima você não consegue ser capaz de tomar sua vida pela mão e agir em seu próprio favor, passará a vida esperando um salvador ou um salvamento que venha de alguém ou de alguma forma mágica.
E então seguimos atraindo e produzindo escassez na nossa vida porque é nisso que acreditamos e nossas ações apenas vão confirmando isso e a cada empreitada mal sucedida vamos confirmando nossa história, a história da nossa família. Se por um lado nos sentimos extremamente mal, por outro nos sentimos seguros, pois estamos honrando nossa família e tudo que aprendemos e tudo que recebemos deles.
Se não nos curarmos continuaremos a transmitir isso aos nossos filhos e netos. Mas se conseguirmos sentir que temos direito a viver e prosperar, que temos o direito à felicidade e a todas as coisas boas da vida, iremos superar quaisquer desafios e alcançar o sucesso nas diversas áreas de nossa vida.

Se continuarmos acreditando e honrando as crenças familiares de escassez, pediremos o mínimo da vida e é justamente o que vamos obter. Sequer nos esforçaremos para ter mais.

Responda a seguinte pergunta:

QUANTO VOCÊ SE SENTE VALORIZADO PARA ATRAIR O AMOR E A SORTE QUE ALMEJA EM SUA VIDA?

Quanto antes de você conseguir sair do papel de vítima, mais rápido irá caminhar em direção a sua realização pessoal e felicidade.

Pare de pensar que deve algo a alguém ou que alguém deve algo a você.
Faça coisas que te deixem bem... Dê um passeio, de preferência o ar livre próximo à natureza, saia para dançar ou coloque a sua música preferida bem alta e dance sozinho...
Faça exercícios que te deem prazer... Nadar, pedalar, jogar bola... Se dê de presente uma massagem, mexa com plantas, viaje para um lugar novo..
Não espere a vida mudar pra que você se sinta bem.
Procure se sentir bem fazendo qualquer coisa que te dê prazer, assumindo o controle da sua vida e da sua felicidade e em pouco tempo você verá que tudo estará transformado.
Ninguém está dizendo que é fácil, mas se você continuar parado aguardando ajuda, talvez você continue por muito tempo neste mesmo lugar. Apenas dê um passo e você já terá começado a mudança que tanto deseja.

Coloque seu email abaixo e receba meu e-book...
Lá você vai encontrar mais conteúdo sobre felicidade e também um link pra baixar um manual para auto-aplicação de EFT.